Entrevistas

Compartilhe

Como se tornar um escritor relevante


Com 51 livros escritos, Hernandes Dias Lopes se diz convencido de que "escrever é tanto talento inato quanto habilidade adquirida". Há sempre algo a aprender e é necessário aperfeiçoamento constante, e acima de tudo intimidade com Deus, para aqueles que desejam exercer o ministério da escrita. Nesta entrevista, o conhecido pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Vitória traz preciosos conselhos, compartilha suas experiências, dicas e apresenta princípios fundamentais para o desenvolvimento de um escritor cristão.

foto de Hernandes Dias LopesVocê tem dezenas de livros conhecidos, publicados por diferentes editoras, e constantemente lemos seus artigos em veículos cristãos. Quando e como surgiu este ministério da escrita em sua vida?
Hernandes -
 Sempre sonhei em escrever. Mas tudo começou em 1992, quando fui encorajado por um irmão metodista a escrever o primeiro livro. Ele fez um depósito em minha conta da metade do valor do livro e me desafiou a escrever e conseguir a outra metade para a publicação do livo. Dessa forma, senti-me responsabilizado a começar. Meu primeiro livro foi Batismo com Fogo, que já vendeu mais de 30 mil exemplares. Hoje tenho 51 livros escritos - 47 publicados e quatro no prelo.

 

Escrever bem é talento inato ou habilidade adquirida?
Hernandes - Estou convencido de que escrever é tanto talento inato quanto habilidade adquirida. O escritor tem dentro de si uma chama que o impulsiona a escrever e quem tem esse pendor, busca aperfeiçoar-se nessa lida. Todo escritor precisa ser um leitor. Quem cessa de aprender, cessa de ensinar. Não podemos escrever sem beber a largos sorvos nas ricas fontes que jorram o conhecimento. Nenhum escritor é um ser acabado. Todos devemos ter o alvo de crescer, melhorar e aperfeiçoar!

Quais são os fatores que contribuem para uma boa escrita? Que atitudes devem ter aqueles que almejam escrever textos de qualidade?
Hernandes - Um escritor cristão precisa ter em primeiro lugar um relacionamento de intimidade com Deus. Ele não é um alfaiate do efêmero, mas um escultor do eterno. Ele não escreve apenas com a mente cheia de luz, mas também com o coração cheio de fogo. Um escritor cristão precisa de igual forma esmerar-se no conhecimento da Palavra. Há muitos livros que em vez de doutrinar o povo na verdade, desencaminha-o pelos atalhos da heterodoxia. Não podemos ensinar o que não sabemos nem dar o que não temos. Precisamos ter a humildade de aprender sempre. Outrossim, o escritor cristão precisa escrever como que falando diretamente ao leitor e não apenas diante do leitor. O leitor precisa sentir-se numa sala de audiência com o escritor. Ao ler, é como se estivesse ouvindo o escritor falando-lhe ao coração. Alguém que almeja ser um escritor precisa ter a atitude de coragem para começar. Ninguém começa uma longa caminhada dando no início largos passos. Não podemos desprezar o dia dos pequenos começos. O escritor não pode ter medo da crítica nem se desencorajar diante das primeiras dificuldades. Ele não escreve para ser aplaudido, mas para edificar. Ele escreve não para construir um monumento para si mesmo, mas escreve para a glória de Deus.

Há muitos pastores que sonham com a publicação de livros e materiais para a edificação da igreja, a expansão do Reino, mas se vêem diante de limitações como falta de recursos, de informações técnicas, de oportunidades. Você encontrou muitas dificuldades para a publicação de seus primeiros trabalhos?
Hernandes - Os meus primeiros cinco livros não foram lançados por uma editora, mas por conta própria. Não culpo as editoras. Todo escritor precisa passar por este teste. O escritor precisa acreditar no que faz. Ele precisa estar convencido de que o que escreve vai ser um instrumento de bênção para os leitores. Quando as editoras percebem que o seu trabalho tem conteúdo e aceitação, então, as portas se abrem e depois que elas se abrem, os horizontes se alargam diante do escritor. O escritor precisa ter humildade para esperar o tempo certo e perseverança para não desanimar nessa caminhada. Antes, deve lutar para se aperfeiçoar a cada dia nesse ministério.

Começar escrevendo artigos é um bom começo para quem deseja escrever livros? Você acredita que os blogs e sites pessoais de hoje em dia são portas eficazes para a divulgação do autor evangélico?
Hernandes - Eu creio firmemente que todas as pessoas que aspiram escrever precisam começar escrevendo semanalmente. Escrever artigos é um bom começo e um excelente ensaio. Eu tenho o hábito de escrever pelo menos um artigo por semana. Vários desses artigos acabaram se transformando em livros. O escritor tem a mente focada nesse trabalho. Ele não desperdiça tempo nem energia. Estou convencido de que a Internet é hoje um dos mais ricos instrumentos e canais para divulgar a Palavra de Deus. Creio que falo para mais pessoas através do meu site pessoal (www.hernandesdiaslopes.com.br) do que para meus ouvintes diretos. Devemos usar todos os meios legítimos para levar a Palavra de Deus aos horizontes mais longínquos.

Que dicas você pode deixar ainda como mensagem final aos nossos leitores que almejam desenvolver um ministério na área de produção de textos e livros cristãos?
Hernandes -
 Se você almeja ser um escritor, pense nessas dicas: a) Mantenha-se informado. Leia diariamente um bom jornal e um periódico. Esteja antenado com o que acontece no mundo; b) Seja uma pessoa comprometida com Deus através do estudo e meditação da Palavra e de uma vida abundante de oração. Tenha uma vida devocional regular. As bibliotecas estão cheias de livros que são áridos como o deserto e não alimentam as pessoas nem as ajudam nas suas lutas pessoais. c) Conheça bem a Palavra de Deus e o seu vernáculo. Um escritor precisa conhecer a sua língua, dominar bem a gramática e esmerar-se na comunicação. d) Desenvolva o hábito de escrever todos os dias e pelo menos escreva um artigo por dia. Não desista nunca do seu sonho de escrever. Não dependa dos elogios nem se desencoraje com as críticas. Faça tudo com a motivação certa: a glória de Deus e o bem das pessoas.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com