Entrevistas

Compartilhe

Como vencer gigantes


Além de ser uma inspiradora história sobre coragem e superação, a luta entre Davi e Golias tem muito a nos ensinar sobre a vida cotidiana e a maneira como lidamos com nossos problemas. Assim como o jovem hebreu, nós também enfrentamos gigantes e encaramos desafios que parecem maiores do que nós. Eles podem assumir a forma de conflitos no trabalho, crises conjugais, problemas de saúde, dificuldades financeiras, etc.

Mas, da mesma forma que Davi, podemos usar habilidades e estratégias específicas para vencer nossos "inimigos".

William Douglas, consagrado coautor de "As 25 leis bíblicas do sucesso", e Flavio Valvassoura mostram neste livro como usar a sabedoria de Davi (e os erros de Golias) para superar nossos medos e derrubar nossos gigantes.  

William Douglas é graduado em Direito, pós-graduado em Políticas Públicas e Governo, mestre em Direito. Juiz Federal em Niterói - Rio de Janeiro. É Professor Universitário e Conferencista. Autor de 37 livros, entre eles: "As 25 leis bíblicas de Sucesso", "Sociedade com Deus", "O Poder dos 10 Mandamentos" e "Maratona da Vida". Flavio Remanowski Valvassoura é graduado em Teologia pela Faculdade Nazarena do Brasil e pelo Beeson Institute do Asbury Theological Seminary (EUA), com especialização em pregação bíblica e liderança. Pastor e conferencista internacional, em 2008 deu início à Comunidade da Esperança em Campinas - SP.

Confira a entrevista que o Instituto Jetro  fez sobre o livro "Como Vencer Gigantes : Lições Bíblicas da luta entre Davi e Golias" com William Douglas.

Dr. William DouglasInstituto Jetro - "Pode ser que exista um Davi entre seus soldados e, por falta de liderança e atenção, você não está lhe dando a chance de lutar ao seu lado. Portanto, tão importante quanto conhecer os Golias do exército adversário é reconhecer os Davis entre nossos próprios soldados." Como identificar os "Davis"?

William Douglas - No livro, nós listamos uma série de atitudes e comportamentos de Davi. Se o leitor encontrar alguém que os apresente, estará diante de um potencial "Davi". Vou listar algumas dessas características aqui. O ideal é que o leitor encontre pessoas que as tenha, mas que, antes de tudo, seja um praticante das mesmas! Davi era:

1) trabalhador (cuidava das ovelhas do seu pai e atendia a outras ordens do mesmo)
2) corajoso (enfrentou um leão, um urso e, depois, Golias)
3) obediente (ele cumpriu fielmente as ordens do seu pai) 

4) alguém que acordava cedo (não era preguiçoso, tinha disciplina, etc)

5) alguém que, antes de sair para cumpri a nova tarefa (ir até o campo de batalha), "deixou as ovelhas com outro pastor" ( 1 Samuel 17:20), ou seja, era zeloso com suas obrigações. Há pessoas que, por receberem novas tarefas, ignoram as antigas.
6) curioso (uma característica útil em um mundo com mudanças frequentes)

7) responsável, pois antes de ir ver o campo de batalha ("lazer"), cumpriu as tarefas que tinha (entregar os suprimentos - 1 Samuel 17:22)

8) alguém que não desperdiçava energia discutindo com quem não podia resolver seu problema, como vemos em sua reação às ofensas e pouco caso que sofreu da parte de seu irmão Eliabe (1 Sam 17:28). Existem outras características que descrevemos no livro Como Vencer Gigantes, mas creio que já citamos algumas preciosas: quem tem tais comportamentos tende a ser um "Davi" ! 

Instituto Jetro - Enfrentar gigantes é uma oportunidade de crescer, mas o medo de enfrentar um desafio acaba tornando-o maior. Como vencer o medo e a procrastinação que ele causa e as 5 situações mais comuns: desarmonia, desânimo, desespero, descrédito e desperdício de energia.
William Douglas - O medo não é algo necessariamente ruim; ele nos ajuda a sermos mais cuidadosos. O que não pode ocorrer é a paralisia por causa do medo. Emerson[1] disse que ao fazer o que tememos a morte do medo é certa. É preciso colocar nossos sonhos e projetos em um lugar mais alto que os nossos medos. 

Instituto Jetro -  Algumas batalhas que enfrentamos são alimentadas por nós mesmos. São germinadas em nossos próprios quintais. Outras são gigantes imaginários que atormentam a nossa mente, mas jamais vão existir de verdade. Como saber com quais gigantes vale a pena lutar? 
William Douglas - Realmente, muitas pessoas ficam criando "golias" em suas vidas. "Golias" que irão crescendo pouco a pouco e um dia serão enormes. Uma grande sabedoria existe em periodicamente verificarmos que "golias" mirins estão em nossa vida e eliminá-los antes que cresçam.
Quanto aos gigantes que compensam, penso que são aqueles que, quando caírem, nos proporcionarão alguma vantagem, ganho ou realização. Esse ganho não precisa ser necessariamente para nós mesmos, pode ser algo para a sociedade ou o grupo específico do qual fazemos parte. 

Instituto Jetro -  "Quem ditou a regra de um contra um contra um? Quem disse que era necessário aceitar a proposta do gigante? A proposta de Golias era ótima para ele mesmo e para o seu exército que não iria lutar. É fácil propor uma batalha homem a homem quando se tem 3 metros de altura". O que dizer dos erros de Golias?
William Douglas - 
A lista de erros de Golias é enorme! Não é à toa que ele perdeu a batalha. A derrota de Golias deve servir como um alerta para todos aqueles que, como ele, são poderosos e experientes, mas desprezam os riscos e os adversários.

Instituto Jetro - Davi, com certeza, pensou na recompensa que teria ao enfrentar o gigante. Como utilizar as recompensas como fator motivador de sua equipe e a si mesmo?
William Douglas - As recompensas são corriqueiramente usadas como motivação: prêmios, medalhas, viagens, recursos... tudo isso funciona. Aqui, quero frisar algo importante: como disse Gandhi, a recompensa por ter feito o bem ... é ter feito o bem. Sempre é bom tentar fazer as pessoas compreenderem de fazer o bem, agir certo, ajudar o próximo, fazer algo digno é uma recompensa em si mesmo. Não obstante isso, vemos que o sistema de recompensas além da própria ação é eficiente. Curioso observar que, quando a pessoa recebe um premio em dinheiro, há pesquisas que demonstram que aquelas que apenas guardaram o dinheiro demonstram um grau de felicidade e satisfação inferior ao daquelas que usaram o dinheiro para viagens, passeios ou para algum tipo de ajuda a alguém.

Instituto Jetro - Poderia falar da importância da estratégia nessa história? E o que podemos aprender com ela?
William Douglas -
  Há várias lições de estratégia nessa história. Davi mudou as regras do jogo, ele fez o que pode ser classificado como guerra assimétrica. Há vários "detalhes": Davi não pegou qualquer pedra, mas pedras polidas. Não é qualquer pessoa que serve para sócio, ou funcionário, nem qualquer produto, ou livro, que vamos utilizar... precisamos de "pedras polidas". Uma outra lição interessante é que Davi venceu Golias em dois tempos: primeiro o derrubou, e depois concluiu a tarefa com a espada.

Instituto Jetro - E por fim: quais as lições para as batalhas do dia a dia?
William Douglas -
 Uau! São muitas! O Livro tem 37 capítulos e cada um deles tem pelo menos três lições. A história de Davi e Golias, por mais conhecida que seja, raramente é apreendida em sua integralidade. Eu e o Pr. Flavio Valvassoura costumamos indagar, ao final das nossas palestras sobre esse estudo, se a pessoa aprendeu alguma lição nova, e isso é extremamente comum de ocorrer. Assim como Golias desprezou Davi por ser pequeno, muitos desprezam essa história por ser muito conhecida. Eu e Flavio temos certeza que ninguém, nem mesmo nós que estudamos detidamente o tema, domina todas as lições que o livro traz. Portanto, esperamos que todos os leitores se desafiem a reler o texto bíblico e achar as inúmeras lições ali contidas. Também cremos que, antes de se lançar a esta tarefa, o leitor pode, e deve, orar pedindo ajuda a Deus para que seu Espírito conduza o leitor aos profundos e maravilhosos ensinamentos ali contidos.

Instituto Jetro - Algo a acrescentar?
William Douglas - Sim. Tanto eu quanto o Pr. Flavio Valvassoura temos feito diversas palestras e preleções sobre o tema. Se o leitor tiver interesse, pode fazer uma busca pela internet que certamente encontrará alguma dessas falas. Outra coisa que sugerimos é, e aqui está um pedido, que o leitor que assistir às falas, ou que ler nosso livro, ou esta entrevista, depois nos conte suas impressões. Nós podemos ser contatados pelos emails: contato@williamdouglas.com.br e contato@flaviovalvassoura.com.br.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade do título, dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
Sociedade com Deus 
Davi, o guerreiro da família
Davi: um pastor de verdade

Como reagimos diante das palavras depreciativas