Secular x espiritual - Reflexão - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Reflexão > Secular x espiritual

Secular x espiritual


Publicado em 29.04.2005

São 8, 10, às vezes 12 horas por dia, ou mais. É dele que tiramos nosso sustento material. Para alguns, um regozijo e oportunidade de se realizar; para outros, um castigo. Para uns, o sonho realizado; para outros, um pesadelo que se repete diariamente. Para alguns, um meio; para outros, um fim nele próprio. Para uns, um local propício a cultivar amizades; para outros, um cansativo espaço para administrar conflitos. Estou falando do seu trabalho. Diante dessa miríade de sentimentos e perspectivas, e em um mundo envolto em vãs filosofias humanas, listadas sob a alcunha de auto-ajuda, cabe uma pequena série de perguntas: qual a correta atitude do cristão diante do trabalho? É ele um meio ou um fim? Por que trabalhar, se nosso prazer, como cristãos, deve estar em servir ao Senhor? São apenas algumas das muitas questões que podemos levantar sobre o tema. Mas, agora, hora das respostas.

Em primeiro lugar, é importante que você entenda que, do ponto de vista bíblico, não existe divisão entre vida espiritual e vida secular. Essa tentativa de dividir o indivisível é, muitas vezes, fruto de ignorância bíblica, ou da tentativa de subjetivizar a imperativa ordenança que temos de ser sal, onde quer que estejamos. Dizer que existe trabalho secular e trabalho espiritual, é criar em nossas almas um arquivo ou despensa para, eventualmente, guardarmos o Espírito Santo. É tão absurdo como você se imaginar desligando o Espírito Santo no momento que cruza o portal de entrada de seu escritório, fábrica ou loja. Da mesma forma, seria um absurdo você se imaginar desligando todos os conhecimentos administrativos e científicos, só porque está realizando um trabalho na igreja. Impossível!

Em qualquer lugar, em qualquer tempo, diante de qualquer um, você é chamado para exercitar o cristianismo autêntico, verdadeiro, bíblico. "E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai..." (Cl 3:17). O apóstolo Paulo diz TUDO. Portanto irmão e irmã, a primeira premissa estabelecida é que todas as nossas atividades são de natureza espiritual, pois como novas criaturas em Cristo, somos seres agora conduzidos pelo Espírito, portanto seres que frutificam no Espírito. E isso vale para qualquer lugar. Mas, principalmente, no trabalho. Explico.

Em seu trabalho, seus sentimentos, seu conhecimento e sua espiritualidade são colocados a toda prova, toda hora. Administrar relacionamentos, por vezes com pessoas difíceis, amarguradas, traumatizadas pelas querelas da vida. Administrar pressões por resultados, por incrementos contínuos nas vendas, na qualidade ou na produtividade. Administrar jogos de ética, propostas indecentes, imorais, que atentam contra os valores de Deus. Enfim, o fato de você não ser do mundo, não significa que você esteja isento de duelar com as coisas do mundo. Não estou falando "negociar", eu disse duelar contra elas. Viver como cristão no mundo significa, essencialmente, impactar o mundo a ponto de descontaminá-lo, sendo verdadeiramente sal e luz. No trabalho, não há diferença. Pelo contrário, como já disse, ele talvez seja o maior e mais necessário campo missionário para testemunho e evangelismo cristão. Mesmo sendo ele na igreja, ou em uma organização "dita" cristã, será para você um desafio de santificação. Saiba de uma coisa, o inimigo não vê fronteiras ou paredes quando quer combater os que fazem os propósitos de Deus. Se ele mira algum cristão tentando conduzir pessoas ao Reino de Deus, através de seu testemunho de palavras ou ações, fique certo que essa pessoa se transformará em alvo de seus dardos. Satanás só não mexe com "cristão gente boa", que não incomoda o mundo, que convive numa boa, sem se importar, com toda sorte de impureza. Esses não são ameaças para o inimigo.

Em resumo, se você anseia por uma seara para servir ao Senhor, não ignore este sedento espaço chamado trabalho. Na verdade, essa deveria ser sua maior motivação.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/reflexao/secular-x-espiritual.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Secular x espiritual
Autor: Paulo Angelim

Mais Lidos

carregando...

Comentários