Santidade nos olhos - Reflexão - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Reflexão > Santidade nos olhos

Santidade nos olhos


Publicado em 13.05.2014
São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas (Mateus 6.22-23).

Jesus afirma que tudo está no olhar. A vida é uma questão de ponto de vista, opinião, perspectiva, visão. Se o olho é bom, todo o corpo será cheio de luz. Mas se o olho for mau, o corpo será cheio de trevas. Neste caso, seria melhor arrancá-lo (Mt 5.29; 18.9). Difícil, não é? Em outras palavras: como você vê a vida determina se você está em luz ou não. A Bíblia traz diversas histórias que mostram pessoas com olhar diferente nas mesmas circunstâncias.

Enquanto seus irmãos temeram vingança pelo mal que lhe tinham feito, José disse: Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos irriteis contra vós mesmos por me haverdes vendido para aqui; porque, para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós (Gn 45.5). Ele via a coisa por outro ângulo: Deus foi soberano mesmo diante da maldade de seus irmãos. José teve o olhar do perdão e misericórdia.

Vencendo o medo 

Enquanto todos estavam com medo de Golias, Davi disse: quem é esse incircunciso? (1 Sm 17.26). Ele enxergou a realidade de outra forma: Golias não tinha aliança com o Senhor e isso seria a razão de sua derrota. Davi teve o olhar da aliança do Senhor com seu povo.

Enquanto o servo do profeta tremeu de medo diante do exército inimigo, orou Eliseu e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. O Senhor abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu (2 Rs 6.17). O profeta teve a clara visão do mundo espiritual dominado pelo Senhor.

Enquanto dez espias e todo o povo temeram os gigantes que ocupavam a terra prometida, vendo-se como gafanhotos aos seus próprios olhos (Nm 13.33), Calebe disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela (Nm 13.30). Só Calebe e Josué de toda aquela geração tiveram olhos fixos na promessa e não nos inimigos.

Enquanto Ester ficou paralisada diante da iminente ameaça de morte de todos os judeus, Mordecai disse: Porque, se de todo te calares agora, de outra parte se levantará para os judeus socorro e livramento, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para conjuntura como esta é que foste elevada a rainha? (Et 4.14). Mordecai enxergou que Ester era a provisão de Deus para livramento do povo.

Falta-nos tempo necessário para dizer de Noé, Abraão, Moisés, Gideão, Elias, dos salmistas*, Pedro, Paulo e tantos outros homens e mulheres que tiveram tanta luz em seus olhos e enxergaram a vida na perspectiva da fé e confiança no Senhor.

Olhos, lâmpada do corpo 

Se os olhos são a lâmpada do corpo, Jesus é a luz para nos arrancar das trevas (Jo 9.5), o dom que procede de Deus e isto é maravilhoso aos nossos olhos (Sl 118.23; Mt 21.42). Ele mesmo disse: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida (Jo 8.12). Olhar para Jesus santifica nossos olhos, conserta nossa visão do mundo, enche nossos olhos de esperança. Ele cura nossa cegueira (Sl 146.8; Mt 20.33-34) fazendo-nos ver a vida na perspectiva dos seus olhos que são santos. Jesus continua nos perguntando hoje: Que queres que eu te faça? Vamos responder assim: Senhor, que eu torne a ver (Lc 18.41).

*NOTA: O salmista sabia do que desviar seus olhos: Não porei coisa má diante de meus olhos (Sl 101.3 RC). Porque tu salvas o povo humilde, mas os olhos altivos, tu os abates (Sl 18.27). Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho (Sl 119.37). Sabia, também, para onde fixar seus olhos: Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei (Sl 119.18). Os nossos olhos estão fitos no Senhor, nosso Deus, até que se compadeça de nós (Sl 123.2; Sl 141.8). Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento (Sl 145.15).

Reprodução autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e a fonte como: http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também:
Santidade na língua
Jesus, o cordeiro santo de Deus
Seja o seu sim, sim e o seu não, não.

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/reflexao/santidade-nos-olhos.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Santidade nos olhos
Autor: Rodolfo Garcia Montosa

Mais Lidos

carregando...

Comentários