Então, você quer ser um líder? - Liderança Geral - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Liderança Geral > Então, você quer ser um líder?

Então, você quer ser um líder?


Publicado em 23.04.2018

Qual é o motivo que leva alguém a querer tornar-se líder de uma equipe, empresa ou comunidade? É por querer contribuir efetivamente, é por causa da projeção pessoal ou é devido às vantagens que poderá usufruir? Já pensou nisso?

Vamos supor, por um momento, que você seja um líder, mas sem as vantagens e regalias que costumam acompanhar posições de liderança como gratificação de função, status, direitos e bônus especiais e nenhuma daquelas compensações adicionais que habitualmente provocam ciúmes nos outros. Além disso, você terá que se acostumar a não ter sempre razão, a ouvir e fazer perguntas - em vez de só externar suas opiniões -, dar todos os créditos por um trabalho bem feito aos seus subordinados e de dar prioridade a eles. Mesmo assim, você ainda se interessaria em ser líder?
Vamos supor também que, como líder, sua única real recompensa seria a de ver os outros desenvolverem seu potencial e desempenharem o melhor de suas habilidades, sabendo que foi você o catalisador e o guia que permitiu que isso acontecesse. Isto seria suficiente para motivá-lo, sabendo, também, que teria que lidar com as dificuldades e desvantagens típicas da liderança? A resposta não é fácil e provavelmente muitos candidatos a líder já estão coçando a cabeça.

De fato, liderança não é um trabalho fácil. Ela está carregada de demandas, complexidades, expectativas e ambiguidades que a maioria das pessoas não imagina que existam quando decide trilhar o caminho da liderança. Além disso, se você não tem a intenção de assumir riscos, a liderança não é para você. É impossível evitar riscos e, ao mesmo tempo, esperar que você progrida. O progresso sempre implica em enfrentar riscos. O especialista Michael McKinney afirma, em tom de brincadeira, que, a exemplo de uma bula de remédio, o posto de liderança também deveria ter uma bula com os seguintes dizeres: "Aviso: este cargo pode causar dor de cabeça, náuseas, perda de apetite, insônia, neurose, ansiedade, indecisão, depressão e perda de cabelo".

Brincadeiras à parte, sem dúvida, bons líderes devem ser recompensados - e muito bem recompensados -, pelas dificuldades que enfrentam diariamente. Mas devemos frequente-mente nos perguntar: "Por que eu embarquei nessa de ser um líder, chefe, gerente, diretor (ou o que for)?" Se sua resposta é: "Para preencher meus próprios interesses, ou para fazer meus sonhos se tornarem realidade", então você assumiu o cargo pelos motivos errados, porque está ali pelas recompensas, o que irá diminuir a sua importância como líder. Acabará criando a cultura de que tudo - ou quase tudo - depende de você, e isso não é liderança, mas ilusão e autopromoção.

A grande diferença entre verdadeiros líderes e falsos líderes, é que os verdadeiros líderes assumem um cargo não pelo que possam ganhar, mas pelo que possam dar.

Texto extraído e condensado do livro "O Poder da Liderança", de Ernesto Artur Berg, Juruá Editora. Para maiores detalhes sobre o livro acesse www.quebrandobarreiras.com.br seção de LIVROS.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Leia também
Todos têm aptidão para liderar
Quem pode ser líder na Igreja de Cristo?
Os mitos da liderança
Download do questionário: Você sabe de fato liderar? 

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/lideranca-geral/entao-voce-quer-ser-um-lider.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Então, você quer ser um líder?
Autor: Ernesto Artur Berg

Mais Lidos

carregando...

Comentários