Artigos

Compartilhe

Tecnologia e Informática

Seu computador está seguro?


Uma das tarefas mais difíceis hoje em dia é navegar na web e manter-se seguro contra vírus e invasores.

Os invasores brasileiros, também conhecidos como crackers se tornaram um dos mais organizados e perigosos do mundo. Trabalham geralmente em grupo e vêm de famílias de classe média.

Diferente da maioria que invadem computadores apenas pela aventura, pelo desafio, os crackers brasileiros são mais diretos, eles buscam dinheiro fácil: números de cartões de crédito e senhas bancárias.

Em geral, estes cibercriminosos utilizam de notebooks conectados a internet móvel e rastreá-los é muito complicado, já que os aparelhos costumam ser adquiridos com informações falsas.

Muitos destes invasores utilizam de programas maliciosos existentes ou desenvolvidos por eles, também conhecidos como vírus.

O vírus é um programa que infecta o sistema, se reproduz facilmente e se espalha para outros computadores utilizando de diversos meios como: pen drives, mídias (CD ou DVD), links suspeitos por email ou redes sociais (Orkut, Facebook, Twitter, etc), programas de mensagens instantâneas como Windows Live Messenger antigo MSN, Yahoo! Messenger, UOL Messenger, entre outros. E tem como objetivo, danificar geralmente o sistema operacional, impossibilitar o uso de alguns programas ou coletar informações importantes para roubar, ou extorquir pessoas e/ou empresas usando as mais variadas estratégias. Existem, ainda, vírus mais sofisticados que permanecem inativos e só atacam em horários específicos.

Portanto, previna-se:

* Desconfie de emails com remetentes desconhecidos, ou com assuntos diversos como: alterar senha bancária, propagandas com promessas de dinheiro, fotos pessoais em momentos constrangedores, etc.

* Receber uma mensagem de algum conhecido no seu Messenger com um link ou pedindo para fazer download de algum arquivo, muito provável que é algum vírus, então antes de clicar, é bom mandar uma mensagem certificando que realmente a pessoa está te enviando um arquivo.

* Mensagens recebidas em páginas de relacionamentos sociais pedindo para clicar em algum link. Assim como os emails, tome muito cuidado ao clicar, se tiver alguma dúvida, o melhor a fazer é apagá-lo.

* Prestar muita atenção nas páginas de bancos que utiliza para fazer transações, pagamentos ou consultas. Pode ser que a página esteja clonada, alterações freqüentes, carregamento incompleto da pagina é motivo de desconfiar da autenticidade.

* Mantenha seu sistema operacional e programas sempre atualizados, muitas das atualizações são correções de segurança de versões anteriores.

* Sempre tenha um antivírus atualizado. Ter dois antivírus instalados nem sempre é a melhor solução, muitos dos antivírus atuais, entram em conflito uns com os outros e se anulam, comprometendo a proteção do seu computador.

Pesquisas indicam que o Brasil está no topo dos principais rankings de infecção divulgados pelas empresas de segurança.

A Microsoft, por exemplo, indica que o Brasil tem entre 26 e 31 máquinas infectadas a cada 1.000, isso sem contar os emails e os sites infectados. E para se proteger destas ameaças precisamos da ajuda de um bom antivírus. Os antivírus são programas que possuem uma base de dados contendo assinaturas dos vírus possibilitando que seja detectado e eliminado do computador.

Uma matéria recente publicada pela revista Info colocou a prova vários antivírus gratuitos e pagos existentes atualmente. Entre os gratuitos foram escolhidos e testados os seguintes antivírus: BITDEFENDER FREE 10 desenvolvido pelo Bit Defende, AVG ANTIVÍRUS FREE 9 desenvolvido pelo AVG, AVAST! FREE 5 desenvolvido pelo Alwil, SECURITY ESSENTIALS desenvolvido pela Microsoft e ANTIVIR PERSONAL 9 desenvolvido pela Avira. Todos eles foram testados sob as mesmas condições, com um pacotão de 2.5GB dos vírus mais recentes.

Diferente de como foi feito nos testes da Revista Info que além de avaliar o desempenho de detecção, foi avaliado o tempo de varredura, memória utilizada quando está em espera, memória utilizada quando está em execução, recursos adicionais e interface, será somente avaliado o desempenho de detecção de vírus.

O antivírus que teve maior detecção foi o Antivir Personal 9 que detectou 4.104 itens, apenas 3,5% a menos que o melhor antivírus pago. Em segundo lugar vem o BitDefender Free que detectou 4.079 itens, em terceiro vem o Avast! Free 5 que detectou 3.775 itens, em quarto lugar ficou o AVG Antivírus Free 9 que detectou 3.708 itens e por ultimo ficou o Security Essential que detectou somente 889 itens.

Os escolhidos para o teste dos antivírus pagos foram: NORTON INTERNET SECURITY 2010 desenvolvido pela Symantec, MCAFEE INTERNET SECURITY 2010 desenvolvido pela McAfee, PANDA INTERNET SECURITY 2010 desenvolvido pelo Panda, TREND MICRO INTERNET SECURITY desenvolvido pelo Trend Micro e o KASPERSKY INTERNET SECURITY 2010 desenvolvido pela Kaspersky. Os testes foram feitos com as mesma condições que os antivírus gratuitos. O que obteve melhor desempenho em detecção de vírus foi o Kaspersky Internet Security 2010 que detectou 4.252 itens, em segundo lugar ficou o Panda Internet Security 2010 que detectou 3.658 itens, em terceiro lugar ficou o McAfee Internet Security 2010 que detectou 3.323 itens, em quarto lugar ficou o Trend Micro Internet Security 2010 que detectou 2.757 itens e por ultimo ficou o Norton Internet Security 2010 que detectou somente 671 itens.

Ressalto que só foi levado em conta o desempenho de detecção de vírus, mas os antivírus possuem outras ferramentas de qualidade que faz a diferença no produto final, como firewall, antispyware, antispam, antiphishing, controle de portas USB que auxiliam na proteção do seu computador.

O objetivo deste artigo foi o de alertar os internautas para uma realidade perigosa, não somente para os equipamentos que possuem, mas, e principalmente, para os danos financeiros e morais que podem ocorrer se não houver o cuidado no uso do que há disponível na Web. Concluindo, para que seu computador esteja seguro, não basta um excelente antivírus, você precisa manter o seu computador atualizado e estar atento às novas formas que são criadas para invadir o seu computador.

Referência: Revista Dicasinfo Exame edição 76 , Editora Abril

Reprodução autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e a fonte como: http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
"WE BLOG?" (Nós Blogamos?)
Porque inovar é um ministério