Artigos

Compartilhe

Liderança Pastoral

Tá difícil enxergar?


A miopia é um distúrbio de refração em que os raios luminosos formam o foco antes da retina dos olhos. Na prática, impede a visão nítida de objetos situados distante do observador e, bem por isso, é uma doença popularmente conhecida como "vista curta". Para que um míope enxergue focos à distância de forma clara e bem definida, precisa do auxílio de óculos. Mas ele não é cego. É só um míope.

Conheço líderes que são "visionários míopes": sua visão da missão para o qual está encarregado só é clara em curto prazo. Eles realmente sabem como devem agir hoje e talvez amanhã, mas não conseguem projetar ou mesmo idealizar um futuro promissor. Não traçam metas e não têm expectativas a longo prazo.

Ao oposto deles, há aqueles que enxergam só aquilo que está longe. A Hipermetropia é outra anomalia da refração ocular que se traduz por dificuldade de enxergar de perto. No Reino de Deus, visionários que sofrem de hipermetropia são assim, têm metas para o futuro mas não sabem como agir agora. Também não são cegos, têm a visão. Mas igualmente precisam de lentes corretivas se quiserem enxergar tudo com clareza.

Um líder que tem visão precisa estar atento às distrações e principalmente ao foco. Seguindo o mesmo raciocínio dos distúrbios da visão, cuide para não se tornar um astigmático ou estrábico: o primeiro, devido a uma alteração na curvatura frontal do olho, enxerga com distorções; o segundo tem visão dupla ou difusa porque seus olhos não trabalham juntos de modo adequado - enquanto um olho focaliza um objeto, o outro não consegue fazer o mesmo.

Em todos esses casos, é possível reverter a dificuldade de enxergar claramente através de tratamentos clínicos. No seu caso, pode ser um ombro amigo ou alguém com capacidades diferentes das suas. Você pode enxergar melhor através de outros olhos. O importante é ampliar a visão e ter muito cuidado com as doenças que levam à cegueira. Ela sim pode ser fatal em seu ministério.

No caso de Jesus, sua visão era absolutamente clara e perfeita. Era varão sem pecado, sem qualquer tipo de enfermidade na alma ou no físico que pudessem alterar sua visão de sua missão. Além disso, tinha na pessoa do Espírito Santo seu guia confiável e preciso. Muitos são os relatos dos evangelistas que traduzem como o Espírito o conduzia nas decisões intermediárias para chegar ao cumprimento cabal de sua missão.

Esses mesmos recursos Ele nos assegura. Apesar de nossa natureza decaída, somos reconstruídos e curados em seu poder. É claro que essa cura significa grandes mudanças em nossos valores, idéias e prioridades. Mas a cura em nossa alma e físico está disponível para a correção de qualquer tipo de disfunção de nossa visão. Além dessa obra maravilhosa de recriação, que é um processo longo e caro, temos o Espírito Santo como nosso amigo, conselheiro e guia na caminhada. Essas verdades devem nos impulsionar a buscá-lo cada vez mais, sempre dispostos a termos uma clara visão de seu propósito para nossas vidas.

Reprodução autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e a fonte como: www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
Visão além do alcance
Cuidados para uma boa liderança