Artigos

Compartilhe

Estratégia e Planejamento

Não terceirizar o cuidado


"Porém ele lhe disse: Meu senhor sabe que estes filhos são tenros, e que tenho comigo ovelhas e vacas de leite; se as afadigarem somente um dia, todo o rebanho morrerá. ...Eu irei como guia pouco a pouco, conforme ao passo do gado que vai adiante de mim, e conforme ao passo dos meninos". (Gênesis 33:13-14)

No mundo pós moderno somos estimulados e influenciados a procurar cada vez mais uma formação acadêmica e profissional para poder conquistar desafios, mesmo que para isto deva ser necessário abrir mão de princípios elementares. O verso nos lembra de um Jacó que trabalhou cerca de vinte anos para seu sogro Labão, sendo quatorze para conquistar Raquel e seis, pelos rebanhos.

Interessante este princípio onde nos mostra que não devemos trabalhar sem propósito. É importante estabelecer alvos para nossa labuta diária. Jacó demonstra a consciência de que toda aquela provisão foi resultado da bondade divina em prosperar sua trajetória. No verso 13 e 14, deste mesmo capitulo, Jacó nos ensina algo precioso: "Não terceirizar os cuidados com os meninos tenros".

Andar com pessoas com o passo mais lento que o nosso é algo desafiador, pois o "mundo capitalista" nos sugere sempre a olhar, a ter como referência, o mais bem sucedido e não os de passo lento. O afã de conquistas é tão forte que não prestamos atenção se neste caminho deixaremos para trás pessoas com os passos mais lentos, especialmente quando estas pessoas estão sobre nossa responsabilidade e cuidado.

Investir nessas pessoas é o mesmo que investir em nosso futuro. Ao observar a vida de outras pessoas é possível que você tenha conhecido um idoso que foi abandonado por sua prole. É triste esta situação, mas uma reflexão é necessária: Quando este idoso era jovem, em plenos passos apressados, será que ele teve o cuidado de diminuir seus passos para investir em alguém com os passos mais lento?

Diminuir os passos 

Quero reforçar a ideia: andar com pessoas com o passo mais lento é uma tarefa a ser aprendida. Pude viver durante um tempo da minha vida adulta, acompanhando a mamãe (27 meses), quando pela enfermidade e idade seus passos diminuíram consideravelmente. Como reaprender a andar mais lentamente? Porém se faz necessário, e como tenho filhos pequenos preciso diminuir os passos para andar junto com eles.  

Agora Jacó nos ensina uma lição preciosa em:  Não terceirizar o cuidado essencial de proteção, pois muitas vezes somos motivados pelo desespero e cuidado da vida,a terceirizaresta importante função, principalmente nós, pais e líderes. Precisamos repensar como temos tratado esta área tão importante da nossa história.

Aprendo também que Jacó investiu em seu futuro, plantando sementes de proteção ao Proteger seus filhos, em especial Benjamim e José. Perceba que no futuro Benjamim serviu como prova que os dez homens que estavam no Egito eram realmente os irmãos de José. Agora será que Jacó tinha em mente que estava protegendo o Futuro Governador do Egito?

A consequência do cuidado 

Depois de muito tempo , quando Jacó já estava com cento e trinta anos, em sua velhice , Ele percebe na porta da sua casa vários carros da Frota do Faraó. Semente de proteção lançada no passado estava frutificando agora em sua velhice e por isso não viveu um tempo de abandono.

Portanto que neste presente tempo possamos fazer um exame e perceber como temos andado, qual é o tamanho da nossa pressa, da nossa correria e revisar se precisamos diminuir nossos passos a fim de proteger pessoas que precisam muito de nós, que precisam andar em passos mais lentos.

Avance, conquiste, mas nunca esqueça de sempre que tiver ao seu lado alguém com o passo mais lento, seja sua família ou ovelhas, diminuir seus passos (conselho dado principalmente para as pessoas do seu âmbito familiar). Desacelere, não vá na direção do Mundo pois os lançamentos são rápidos, as novidades estão "pipocando"   em nossas mentes a ponto de abrirmos mão dos princípios registrados na Bíblia que deveríamos aplicar em nosso viver diário.

Avance, Conquiste, mas saiba também desacelerar seus passos sempre que necessário, principalmente para proteger pessoas e consequentemente, seu futuro.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
Liderança sem compaixão
O líder encarnado 
A missão de Jesus como modelo para o exercício da liderança